JÚRI

  • Alfredo Cunha
    Alfredo Cunha

    Alfredo Cunha iniciou a sua carreira profissional na área da publicidade e fotografia comercial. Foi fotojornalista em diversos jornais, dos quais se destacam (O Século, O Século Ilustrado, Notícias de Portugal, Lusa e o Público). Foi fotógrafo e editor no Jornal de Notícias, de 2003 a 2009 e diretor da agência de imagens Global Imagens de 2010 a 2012. Atualmente trabalha como freelancer e encontra-se a desenvolver vários projetos editoriais e documentais. Entre os seus vários projetos destacam-se o PREC (1974-1975), Romania após a queda de Nicolae Ceaušescu e A guerra no Iraque com as tropas portuguesas. Publicou vários livros e participou em diversas exposições individuais e colectivas.

  • Armineh Hovanesian
    Armineh Hovanesian

    Fotógrafa premiada, com trabalho publicado e apresentado internacionalmente. Nasceu em Paris, cresceu no Teerão e em Boston, com pouco mais de 2 anos de residência em Lisboa, Armineh é uma iPhoneographer com sede em Los Angeles, que captura momentos desde 2009. Não tem formação profissional. No entanto, a sua visão tem estimulado as suas criações. Também fotografa com a sua câmera DSLR. Por enquanto, a fotografia é um hobby.

  • Brendan Ó Sé
    Brendan Ó Sé

    Brendan Ó Sé é um fotógrafo premiado em fotografia artística e fotografia de iPhone. Foi premiado fotógrafo de iPhone do ano em 2017. É de Cork, na Irlanda. Brendan fazia parte da Galeria Apple World com imagens captadas no iPhone 6 em 2015. A sua fotografia foi exposta em outdoors e cartazes em todo o mundo. Além de ganhar arrecadar diversos prémios em competições internacionais, é convidado a falar e expôr o seu trabalho em torno do mundo. Os seus workshops de fotografia de iPhone na Irlanda são extremamente populares, embora tenha realizado workshops no Chipre, Islândia, Tailândia, Malásia, Jacarta e Bali e Hong Kong. Usando o iPhone, ele tenta ver e criar de maneiras incomuns, resultando em únicas e impressionantes fotografias de rua.

  • Edward Santos
    Edward Santos

    Quando se olha para Edward Santos, um Sargento aposentado do Exército dos EUA transformado em artista, arte / fotografia, o mundo é convidado para a sua matriz de emoções. Internacionalmente o seu trabalho foi apresentado em Londres no Nec Photography Show 2015, The Mobile Camera Club em Paris 2015, Galleria Lancellotti, em Roma, Itália em março de 2016, MIRA Mobile Prize 2017 Porto, Portugal, PH21 Gallery Budapest 2017. Nacionalmente, o seu trabalho foi avaliado em concursos como o Centro de Fotografia de Belas Artes no Colorado "2016", MDAC Awards Palo Alto California 2016, Conception Artist Dallas Texas, Artist Loft NYC.

  • Nadine Bénichou
    Nadine Bénichou

    Nadine Bénichou (@ nad75) vive em Paris e é co-fundadora do Mobile Camera Club, uma galeria parisiense que tem vindo a promover a fotografia mobile desde 2012 através de várias conferências (ex:Paris 3 Sorbonne University) e exposições (ex: avatares # AUTOPORTRAITS, Génies Climatiques͟, ͞ Outsiders͟ and ͞Freedom of Panorama͟). Como artista (pintura, fotografia e vídeo), o seu trabalho tem sido exposto em várias exposições individuais e coletivas em França, Espanha, EUA, Canadá e Nova Zelândia.

  • Tracy J. Thomas
    Tracy J. Thomas

    Tracy J. Thomas é uma premiada fotógrafa, artista, autora e professora. É mestre em fotografia pela Academia de Arte, em São Francisco, onde se focou no documentário e fotojornalismo. O seu trabalho tem sido apresentado em galerias, em coleções privadas e em várias publicações alternativas em todo o mundo. Thomas é co-fundadora e curadora do The New Era Museum e tem dado aulas e workshops para artistas, fotógrafos e escritores por todo o mundo.